25 anos de transfigurações na CCL…


dsc00052

é ali… que o novo se faz velho, o tímido se torna arrogante, é ali ao espelho que a outra face se revela e a transmutação acontece… e a Personagem nasce!

Convidando a que metamos as mãos na Cultura, está uma Porta aberta a quantos se desejem revelar a si próprios e dar-se aos outros… está a maior germinadora local de vocações e bem-estar… está a Casa da Cultura de Loulé, acanhada mas aberta, experiente e ingénua, aberta e disponível, uma amadora quase profissional.

Tem patente uma Exposição/Provocação sobre o Teatro Amador que fomentou e produziu nos últimos 25 anos na qual podemos inventar novas e fugidiças identidades, esse capricho da infância de qualquer de nós, tão emocionalmente terapeutico e tão pouco praticado pela grande parte de nós que por isso tão deprimidos andamos… faltos de “soltar o grito” e de forçar o “riso que leva às lágrimas”, ignoramos a pausa e o silêncio que afinam o ouvido para o “som” que nos apraz ouvir. Desafiando a mexer e apropriar, é um forte estímulo ao despertar da vontade de entrar na mais velha metáfora da vida: o Teatro!

Vão até lá rápido!

16 comentários

Filed under gente

16 responses to “25 anos de transfigurações na CCL…

  1. Clareza

    Almeida amigo, foi um grato momento este, em que nesta nostálgica tarde de Outono, me deparei neste teu blog,com esse recanto em que muitas vezes me alegro e noutras me atormento com o que posso oferecer tanto aos amigos como aos desconhecidos em termos de representação teatral. Uma escolha bonita desse cantinho do pequeno camarim, em que nessas noites nos transformamos e que às vezes parecem durar dias e outras escassos minutos. O teu texto merece um grande agradecimento da parte dos amadores desta casa. Para já aqui fica o meu muito obrigado em nome de todos. Abraço – Tó Clareza

  2. Wilson

    Ainda não estive presente nessa exposição do teatro louletano mas o seu texto vale a pena ser lido. Abre o apetite para a visita lol. Wil.

  3. Dinamo

    Quando era pequeno tinha pavor a máscaras. Hoje só tenho receio de algumas máscaras que por aí andam tentando enganar o contribuinte louletano. Desse teatro eu não gosto. Mas do que fazem os jovens da C. Cultura cá da terra, esse sim tem nota positiva. Kieve sem Dínamo

  4. beta

    Bonita foto com moldura e mascarinha. Eu acho que daria uma péssima actriz mas nem todos podem dar para o mesmo. Ao menos sou uma rapariga gira segundo diz o homem da minha vida. Os outros não sei. Apenas conheço este e só este. Que tal a minha representação ? rissssss Betyyyyyyyyyy

  5. Sousa

    Acho que a Beta não precisa de fazer texte para teatro. Acho que está ali uma grande actriz. lol É passar pela CCl e dizer estou aqui. Depois é esperar para ver…. Eu quero ver hahahah. (Estou brincando Bety) Espero que seja uma boa profissional na sua profissão porque acho que ser actriz e ainda por cima amadora não deve dar grande lucro. lolol.Sousa

  6. Figueira

    Parabéns ao grupo de Loulé que continua singrando. Ainda o Grupo do pintor Daniel Vieira de Alte existe ? Ainda vi um dos espectáculos deles e gostei. Não mais tive contacto com esse pessoal. Figueira

  7. ALan

    Boa fotografia para um assunto de teatro. Espero que o Grupo cumpra outros tantos. alan

  8. Sandro

    Dois bons posts no mesmo dia. Este blog está sempre actualizado. Um bom fim de semana para todos. Alan

  9. anónimo

    Ia encontrar-me com o Júlio Guerreiro no Café Delfim para acertar-mos pormenores para o Carnaval 2009, quando deparei no tapume ao lado com um grande letreiro onde se lia; «Futuras instalações do grande Museu da Cidade onde serão instaladas todas as expressões artísticas e etnográficas.» Esbocei um sorriso de alegria e disse cá para com os meus botões… finalmente Loulé vai ter um Museu condigno de uma grande Cidade!… Quase que nem acreditava no que estava a ler, quando alguém me deu um safanão no ombro,\\\Pai, acorda, tens os cenários pro Teatro atrasados!!!… Caí em mim, não passou tudo de um sonho, e que sonho!!! Luís Furtado

  10. Palma

    O Luís Furtado nosso pintor louletano tem sonhos como todos nós. Mas os artistas vêm mais além como diz o Aleixo. Neste caso quem viu que o pai estava a caír numa esparrela provocada pelo sono foi o filhote. Mas é verdade que há sonhos que não chegando a ser realidade pelo menos enquanto duram sabem bem.
    Palma

  11. Mena

    Há quantos anos se sonha para Loulé tantas coisas ? Vão ficando para trás para dar lugar a mamarrachos como se vão vendo por aí. A sensibilidade aqui está ao nível de um grande armazém. O Snr. Furtado pode ir sonhando pois até pode ser que numa manhã de nevoeiro alguém se lembre dos seus conselhos.

  12. Amigos; estando a ficar bela esta conversa sobre “aquela” outra pele… a dos “sonhos”,que cada um de nós precisa de ter, para sobreviver a tanta amargura quotidiana e como o Furtado, muito bem, aqui trouxe a Arte Sacra, sem embargo de aqui voltarmos, quero dar a conhecer o interior da Igreja ontem reaberta… desculpem lá “voltar à vaca fria” mas antes que se torne banal tenho que o fazer, é o meu “eu oficial” que o exige!

  13. João Miló

    Até o nosso Cine Teatro me parece que está ser vítima de uma guerra. Quando por ali passo não gosto nada de ver aquela carapaça. Não poderiam ter deixado o Cine tal como era, tal como foi idealizado pelo arquitecto há 80 anos, tal como todos nós louletanos o vivemos ? Não se poderia ter alindado o edifício, recuperando o palco e colocando cadeiras novas e outras necessidades sem destruir aquilo que foi história em Loulé ? Num edifício de raiz tudo bem. A imaginação deve ser posta a trabalhar. Mas……. Miló

  14. Gonzaga

    Ao LUIS FURTADO PINTOR/Quanto ao Cine Teatro Louletano gostaria de saber a opinião do artista Luis Furtado. Concorda que seja modificado ou preferia que fosse restaurado deixando como estava aquela bela sala de espectáculos ? Gonzaga

  15. Guga

    Fala-se de artes por aqui. Saudavelmente que é o que mais interessa. Desde a remodelação do cinema passando pela igrejinha e acabando na expo teatro de Loulé.

  16. anónimo

    Meu caro Gonzaga; Não estou 100% a par da intervenção no Cine Teatro, no entanto, (na minha modesta opinião) o que se faça no interior para dar melhores condições e conforto a artistas e espectadores tudo bem, no entanto há pormenores artísticos pertencentes a uma época que devem ser preservados, e na sua totalidade a fachada. O amigo lembrou-me o tempo em que, (para ver os filmes de borla), vendia água nos intervalos e ainda recebia algum para comprar material para desenhar. As voltas que a vida dá. Cumprimentos. Luís F.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s