Moçoilas e Rui Pedro…


DSC01097

Um sábado de manhã pode fornecer um mundo de emoções em poucos minutos… Pode ser um “Boião de Cultura”!


As “Moçoilas” (Margarida Guerreiro, Teresa Colaço, Teresa Muge e Ana Maria Palma) aguardavam o arranque da produção de um clip promoccional a cargo da ALGARPALCOS em pleno Mercado Municipal de Loulé…

DSC01104

A mãe do Rui Pedro com a APCD – Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas realizou uma acção de sensibilização e Recolha de Fundos numa grande superfície…

DSC01102DSC01103

Enquanto, no cemitério, o Naicinho e o Luís repousam depois de nos terem deixado grande mágoa com as suas partidas prematuras…

Há quem se divirta destruindo Jardins DSC01107

o que não espanta, ou move alguém, em face do pouco apreço que estes espaços estão a merecer nos tempos que correm e na Cidade em que residimos.

3 comentários

Filed under gente, Loulé, ssebastiao

3 responses to “Moçoilas e Rui Pedro…

  1. Lagrima

    Boa noite Sr. Almeida. É bem verdade que o Sábado na nossa cidade pode ser um inesquecível “melting pot” não de nacionalidades mas de acontecimentos. Uma amalgama de assuntos todos diversos e todos importantes. As Moçoilas “já cá vão roubando” fãs aos cantores da ribalta perpetuando a música tradicional portuguesa, nomeadamente algarvia, e tendo o poder de pôr a bailar velhos e novos. Por outro lado, quero deixar a minha mensagem de apoio à incansável mãe do Rui Pedro e referir que aderi a esta iniciativa da APCD, associação de grande utilidade pública. Por último, desejo um bom descanso ao memorável “Naicinho da Farmácia” e ao Luís que no fundo foram ambos vitimas das diversas formas que existem no Mundo de nos alienarmos da triste realidade. RIP my friends. Tenha uma boa semana. Carpe noctem!

  2. Lagrima; agrada-me verificar que captou e a mensagem deste post do tipo “crónica de caminhante”!
    Mas reparo que ignorou a questão dos jardins, talvez, porque a imagem é fraca e não se entenda a destruição.

  3. Lagrima

    Caro Almeida ignorei a questão dos jardins exactamente porque pela imagem não consigo perceber a destruição de que fala. No entanto, é lamentável que alguns vejam na vandalização dos espaços públicos um divertimento. Enfim, é a face purulenta da sociedade em que vivemos. Contudo, deixe-me frisar que não concordo com a teoria de “falta de apreço” dos dirigentes pelos espaços supra referidos. Ainda que zelemos por algo a verdade é que não podemos proteger esse algo durante dia e noite. Por outro lado, as pessoas pouco correctas destroem todo o tipo de coisas não pelo exemplo que lhes dão mas por motivação própria. Carpe Noctem!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s