Haverá Justiça?


Recebi esta mensagem que me fez ter alguma esperança no futuro: QUEM DISSE QUE A JUSTIÇA NÃO FUNCIONA?

A justiça portuguesa está de parabéns!

Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.

Desde a morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia,

Ao desaparecimento de Madeleine McCann,

Ao caso Casa Pia;

Ao caso Portucale,

Operação Furacão.

Da compra dos submarinos,

Às escutas ao primeiro-ministro.

Do caso da Universidade Independente,

Ao caso da Universidade Moderna.

Do Futebol Clube do Porto,

Ao Sport Lisboa Benfica.

Da corrupção dos árbitros,

À corrupção dos autarcas.

De Fátima Felgueiras,

A Isaltino Morais.

Da Braga Parques,

Das queixas tardias de Catalina Pestana,

Às de João Cravinho.

Dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida;

Do outro afogado num parque aquático;

Das crianças assassinadas na Madeira;

Do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico;

Do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal,

À miúda desaparecida em Figueira…

Todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou?

As famosas fotografias de Teresa Costa Macedo. Aquelas em que ela reconheceu imensa gente ‘importante’, jogadores de futebol, milionários, políticos,

Os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran,

Os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal…

O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.

E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência

e o senhor NABEIRO que não pagou o Imposto de Transações em muitos milhares de contos esteve fugido em Fspanha e agora até ajuda quem ….

Pois é… a justiça portuguesa está de Parabéns!

Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.

Prenderam um jovem que fez um download de música …

YEAAAAAAAAH!… VIVA!!!!

Primeiro português condenado à prisão por pirataria musical na Internet!…

O Indivíduo poderá passar entre 60 a 90 dias atrás das grades por ter feito o download e partilhado música ilegalmente com outros utilizadores!…

Já agora, que pena aplicarão aos que escutam ilegalmente conversas privadas e as tornam públicas?

12 comentários

Filed under Blogosfera, Opinião, ssebastiao

12 responses to “Haverá Justiça?

  1. Que se publiquem as escutas. Essa é que é essa. E que a verdade venha ao de cima. Já chega de tantas dúvidas. Isso só interessa a alguns.
    Cumprimentos
    João Martins

  2. Lagrima

    Bom dia a todos. Há quem diga que a “justiça tarda mas não falha”, contudo, eu diria que é mais correcto afirmar que a justiça não tarda em falhar. São erros atrás de erros e o mais lamentável é que são sempre os mais desfavorecidos socialmente as vitimas de um sistema que não funciona ou funciona muito mal. Nos tempos que correm condenar alguém por pirataria musical na Internet é um insulto. Em primeiro lugar, porque quase toda a gente o faz, e quem não o faz é porque não o sabe fazer e não por questões ligadas à ilegalidade desse acto. Em segundo lugar, as únicas pessoas francamente lesadas por esse acto são os autores das músicas que assim ganham menos uns tostões e não podem aumentar a já extensa fortuna. Talvez se os bens culturais fossem mais acessíveis em termos de preços as pessoas optassem por comprar ao invés de “sacar”. E esta situação é comum a todos os bens culturais que não são para qualquer bolso. Um país onde se lê pouco devia reduzir o preço dos livros, tanto mais porque vergonhosamente esses preços são atribuídos segundo o número de páginas do livro e não tendo em conta a qualidade do mesmo. Para terminar gostava de deixar uma máxima para esta semana: “NOSCE TE IPSUM” (= “Conhece-te a ti mesmo”). Este aforismo, originalmente grego, segundo a tradição estaria inscrito nos pórticos do Templo de Apolo em Delfos, na Antiga Grécia e é uma das premissas mais importantes da filosofia socrática. De certo modo, prende-se também com a questão da justiça pois ninguém pode conhecer o outro (ou julga-lo) sem se conhecer a si próprio primeiramente. O auto-conhecimento é o ponto de partida para conhecer o Mundo. Deixo-vos um poema de Mário de Sá-Carneiro que exprime bem essa procura de compreensão própria:

    Eu não sou eu nem sou o outro,
    Sou qualquer coisa de intermédio:
    Pilar da ponte de tédio
    Que vai de mim para o Outro.

    Boa semana! Carpe Diem!

  3. Albert

    Não concordo com o João Martins nem pouco mais ou menos. O que me interessa a vida privada ou as conversas intimas do Sócrates, do Cavaco, da Manuela ou doutro qualquer politico? O Snr. gostaria de ser escutado e gravadas as suas conversas intimas? Onde está a privacidade de cada cidadão? A nossa privacidade é sagrada senhor. E não é por partidarice porque isso a mim não me diz nada porque voto em quem bem me apetece. Agora a devassidão da vida de cada um é uma vergonha das maiores. Mas todos nós sabemos o fito destas escutas. Não está no Vara nem no Vareta nem no Joaquim Carapau mas no fazer caír o governo para então a Direita rosqueira principalmente, tomar o poder pois está tão sedenta que fará tudo para que isso aconteça. Não foi com os votos será de outra maneira mesmo que seja suja. Albert –

  4. Opus

    O Juiz que condenou por esse facto se calhar é dos que também concordam com as escutas. Há dois pesos e duas medidas.

  5. Fernanda

    O problema da Justiça em Portugal está mais nos processos complicados e que mais complicados se tornam porque começam a ser violado o segredo de justiça por gente que nunca se chega a saber quem é. Nos outros processos a justiça funciona pois acabam centenas de processos todos os dias. Quando chega a estes grandalhões há sempre a tal fuga que depois dá para os jornais falarem meses a fio e sobretudo especular. Neste país qualquer badameco dá entrevistas sobre a justiça sem perceber ponto de «corno» sobre a mesma. E as pessoas escutam embevecidas porque gostam de sangue e certos jornalistas ainda mais gostam. Essa é que é essa.

  6. Zorba

    Quando o Governo mexeu nas férias dos Snrs. Magistrados é que a coisa deu o berro. Eles juraram vingar-se de certeza. Enquanto eu ou você tem 28 dias de férias por ano os Snr.s Magistrados tinham dois meses no Verão, quinze dias no Natal e quinze dias na Páscoa o que perfaz mais ou menos três meses de férias. A vingança será terrível? Se calhar.

  7. Nico

    A imagem que o Ministério Público tem dado ao país é a de incompetência e nos últimos tempos essa imagem foi agravada com o linchamento na praça pública de cidadãos, com base em peças policiais e ainda antes da intervenção de um tribunal. O processo Face Oculta (mas que nome tão bem escolhido!) tem sido um bom exemplo disto, ainda os polícias não estavam a fazer as buscas e já os jornais estavam julgando os “suspeitos”.

    Portugal não pode viver nem sem justiça, nem sem confiança na justiça e, muito menos, com a percepção de que há desvios nessa justiça. A corrupção não se combate com corrupção e as fugas ao segredo de justiça não só são uma forma de corrupção como constituem um crime bem mais grave do que aqueles que estão a ser investigados.

    É preciso acabar com este estado de coisas e, na minha opinião, isso deve começar por uma reflexão sobre o que tem sido o Ministério Público.
    Lido e relido no Jumento blog que vale a pena ler para aprender alguma coisa.

  8. Marcus

    O Nico acertou em cheio. É aquilo sem tirar nem pôr. Parabéns. Marcus

  9. Saoclemente

    Ontem, Mário Crespo levou Berardo ao Jornal das Nove. Queria entalar Vara. Saiu entalado. Imagem para aqui, respeitabilidade para acolá, pessoas acima de toda a suspeita, esgares de perplexidade, enfim, o catálogo todo da indignação. E continua a receber os honorários…?, pergunta Crespo, marreco de saber que sim, mas era preciso dizer em directo, para que o “bom povo” saiba que uns são filhos e outros enteados. Berardo confirma. Com certeza! Explica a tramitação legal. Crespo insiste. Mas… Não há mas, contrapõe Berardo. Há regras! E termina o round de forma magistral: Ouça lá, óh Mário, e se alguém escrever uma carta anónima a acusar você de crimes, e o MP abrir um inquérito, você fecha-se num quarto a chorar? Não se defende? Crespo passou logo para o petróleo.
    Eduardo Pitta no Da Literatura

  10. PAPOS`SECOS

    2009 um ano faboloso, eu não consigo recordar ano como este, bem haja para o nosso pouco turismo muito pouco ou estou enganado, 16 de novembro frio ou chuva nem pensar! A nossa justiça é semelhante, nem pensar! Os desfavorecidos sejam eles pobres ou com alguma riqueza presa na democracia (casas arrendadas há muitos anos, este ano aumento ZERO, terrenos dentro de Cidades, com o uso de solo agrícola. Mas se vem um politico ou pessoa influente no assunto, aparecem: PIN – Plano de interesse nacional e o bolso? mais moderno NDT, NDE, E OUTROS ND, SÃO NUCLEOS DE DESENVOLVIMENTO TURISTICO, ECONÓMICO E …… Como o caso do IKEA. Já agora sempre vai para Faro? Houve uma reunião na passada Quinta – Feira na câmara em Faro.) Onde está a igualdade como todos os partidos apregoam? Loulé, estavam a dizer na porta da câmara que o nosso amigo e ex-vereador é mais um Administrador da Inframoura. Isto é verdade Sr Possolo? Tem vício no trabalho ou no tacho? A reforma do banco não é suficiente? Vamos falar… ainda falam em justiça? O melhor é não sair do concelho. A justiça nunca falha para alguns para outros tarda, falha e prescreve. É o país que temos, melhor é impossivél com governantes sem formação académica e outros com cursos adquiridos à força de inteligência, desculpem, do dinheiro. Não precisamos de falar se um músico ganha muito ou pouco é o trabalho dele, o essêncial é justiça, que não há no nosso país!

  11. Paul Carmer

    A Justiça inglesa deu por encerrado o caso Freeport o tal que a Moura Guedes levou meses a dizer que Sócrates era um dos principais culpados e que os ingleses íam dar cabo dele. Pobre Guedes e mais uns quantos pulhas que só vivem à conta da desgraça que pretendem que aconteça aos outros. Está para chegar o 24 de Abril do obscurantismo de novo? Pelo menos que seja depois de 21 de Dezembro de 2012. P. C.

  12. Paul Carmer

    Não percam hoje na RTP 2 o documentário sobre ANTÓNIO ALEIXO – 20H52

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s