Sobre a PETIÇÃO!


Em nome deste blogue foi há dias lavrado no “MacLoulé” o comentário (a baixo transcrito), a propósito do conteúdo publicado pelo seu ilustre editor e amigo:

“Belíssima tese em bem construído texto: Esta “doce tirania”! A provarem-se as acusações feitas ao “tirano do costume”, pela oposição intriguista e laranja, que apenas deseja ocupar a investigação criminal com os casos que agita e alguma esquerda folclórica a quem tudo serve para se mostrar… fazem o jogo presente e enterram os crimes passados.
Sociedades democráticas escrutinadas e depuradas, por quem de direito e autoridade reconhecida pelos bons e independentes veredictos, que exponha os pecadilhos e arbitrariedades cometidas, com dolo público ou mesmo individual, antes e após Socrates, em respeito pela transparência de quem, enquanto Governo, teima em governar!
Custa-me João; ver-te neste papel de “julgador” surgido aparentemente do nada querendo julgar o “Sócas” ignorando o Cavaco e o PSD! Pergunto se a Adesão Europeia aconteceu agora? Ou ainda: Se a Justiça Orçamental e Processual nasceu agora? Defendo a Liberdade, remate dourado do teu texto, mas questiono-te em defesa do Jornalismo Independente, se também tu não estarás a escrever Opiniões do Momento, branqueando aquilo que ficou para trás: o Cavaquistão!?
Pois, amigo se não exigires que a mesma Liberdade se cumpra nunca obterá a Pureza e a Límpida Justiça e darás contigo sendo um mero servidor do silêncio sobre o Compadrio dos Vice-Reis do PSD!
O “Homem” pode ser mau; ter tido uma juventude de meteórica súbida, será um “fura-vidas”, terá forjado um canudo… mas aguenta-se e coloca-nos desafios que nunca vivemos. Sabes aquela máxima nacional: “- Quanto mais me atacam mais me temem!” Por mim, até admito que o “Gajo” possa ser enxertado em ditador mas desta forma não lhe arrancamos o viço!
Teremos que nos revoltar, estou certo que o faremos, mas com algo novo… Não nasci na década passada, nunca me senti governado a contento dos meus anseios, sendo idealista, sei também que não podemos voltar costas ao passado e, do momento real construir a pureza primordial. Se tal fosse possível muitos seriam os candidatos a tudo prometer, cumprindo.
Quando te leio, e gosto, sinto que nasceste ontem, ou pior, que utilizas um “filtro selectivo”, que a provar-se, te compromete irremediavelmente!”

Com este comentário se esclarece o sentido que levou o autor deste “sebastião” a assinar a Petição pela Liberdade”. E este post serve para reforçar a ideia de que quem não deve não possa temer. Ardilosas histórias não provadas e brutalidades opinativas fundadas em tais histórias estão, mais agora do que nunca, a construir uma imagem pestilenta da informação que, consigo, pretende arrastar a governação, a política e os seus actores. Urge aceitar debater e, com isso, travar a fúria descabelada que povoa os títulos de imprensa e os noticiários televisivos! Contudo, impõe a dignidade que nos guia que, provadas as acusações de ataque à Liberdade, nos declaremos incondicionalmente em defesa da mesma. Em tal hipótese será o que faremos!

Até lá… assinámos e esperamos o esclarecimento; aguardamos que quem reclama a “Liberdade” saiba o que significam Verdade e Responsabilidade!

14 comentários

Filed under Blogosfera, Opinião, Política Nacional, ssebastiao

14 responses to “Sobre a PETIÇÃO!

  1. Nuno

    Um belo post e um belo texto. No fundo somos todos amantes da Liberdade. Às vezes uns certos ódiozinhos de estimação turvam-nos a visão. Nuno

  2. Marinheiro

    Eu não assino petições pela Liberdade. Vivo num País Livre. Custa-me porém gente nas televisões e nos jornais que se acham paladinos da Liberdade a defender o indenfensável. Viva a Liberdade para TODOS!

  3. Estrela Mar

    Alguém ouviu uma palavra ao Partido Comunista ou ao Bloco de Esquerda sobre as ameaças de Chavez à liberdade?
    Líderes da oposição dizem que Chávez está a tentar controlar os media privados, para impedir a cobertura noticiosa do cada vez maior descontentamento popular com o seu Presidente populista de esquerda.
    Os apoiantes de Chávez apoiam a medida, acusando os media de excessos, como o apoio a um golpe falhado de 2002 contra o Presidente.

  4. alte

    Parece que esta semana vai ocorrer uma estranha manifestação a favor da liberdade de expressão. Os seus promotores revoltam-se contra o facto de terem sido publicadas notícias que, pela sua própria existência, confirmam a prevalência da liberdade de expressão em Portugal.

  5. Luar

    «Preparai-vos, povo, vêm aí tempos intimidatórios. De hoje em diante, quem poderá dizer o que pensa em privado sem temer vir isso a tornar-se público? Nojento. Mais triste se torna verificar que, à esquerda e à direita, praticamente toda a oposição ao diabólico Sócrates não denota a mínima indignação para com este criminoso atentado contra a liberdade. A liberdade começa na privacidade. Termos a nossa privacidade garantida é o mais básico fundamento de um edifício que se vai construindo e conquistando ao longo da vida, o edifício da liberdade. Que esse valor apareça ultrajado desta forma, com a complacência de tantos, é absolutamente degradante.»

  6. Martinica

    O défice da América já ultrapassa um Bilião de Dólares. O Paraíso do Mundo só agora vai ter um serviço nacional de saúde. Mas é na América. Aqui quando se aumenta 50 centimos numa consulta faz-se uma manifestação pecepiana na rua. Mas as mesmas pessoas que ralham pelos cinquenta centimos vão a seguir dar 100 Euros a um particular numa consulta de 10 minutos e saem felizes! Façam manifestações pela liberdade por favor. Mas não pela liberdade de meia dúzia de papalvos. Martinica

  7. Meus caros; saibam que se me incomóda a aplicação da portuguesissima máxima “quem está de fora não racha lenha!” também me vai incomodando, e muito, a recente ideia que pretende desvalorizar e silenciar a opinião alheia, sobretudo, quando não favorável… “de dentro não se vê com isenção!” ou alusão à cor das lentes que têm os óculos de cada um.
    Em suma; querendo atribuir às “máquinas partidárias” o pecadilho de condicionarem a liberdade dos seus membros, esquecendo que estratégia e oportunidade são ferramentas em política, os “não alinhados” condicionam a liberdade de todos, podendo por essa cómoda condição (de opinadores independentes), agredir e ofender os outros que, seus diferentes, dão a cara e o corpo às balas. Ao fazê-lo, revindicam o “Paraíso” como se ele fosse possível, sem nunca se terem dado ao trabalho de estruturar a “Via” para o conseguir. Pior é não explicarem o que fariam às Liberdades durante essa “Longa Marcha”… Suspendê-las-iam por uma temporada (qual Manuela)!?
    Gosto desta escrita do Miguel Esteves Cardoso: “É novo: Mário Crespo defende-se antes de ser atacado. Tem o tom crespo que corresponde às qualidades do tecido de lã, crespo e leve, a que os franceses chamam crépon e nós, seguidistas, crespão. A crespidão é a qualidade do que é áspero. Mas não é o estilo de Crespo, que é aveludado sem ter a coragem de ser suave e untuoso sem se reconhecer como gorduroso”

  8. Zeca

    Os reaças inventaram um pretexto para fazer uma manifestação monárquica e convidaram os comunas para não terem de sujar as mãos a pintar cartazes e colar faixas.
    Val – Aspirina

  9. G.Belto

    Palavras sábias de Baptista Bastos: ‘Há algo de torpe neste alvoroço. Um ex-ministro, agora protestador grave e atroz, foi, na sombria década cavaquista, controleiro da RTP. E um dos agora acusadores da falta de liberdade era o zeloso varejeiro do noticiário. Não cauciono, de forma alguma, tentativas de domínio da imprensa pelo poder político. Mas não colaboro neste imbróglio, que tem estimulado a perda do sentido das coisas e a adulteração da verdade histórica. A reabilitação de falsos fantasmas apenas serve para se ocultar a medonha dimensão do que ocorreu na década de 80. Os saneamentos, a extinção de títulos, a substituição de direcções de jornais e a remoção de jornalistas incómodos por comissários flutuantes eram o pão nosso de cada dia. Já se esqueceram?’

  10. Astro

    Baptista Bastos tem absoluta razão. Já se esqueceram da década Cavaquista com a TV completamente dominada e os jornais? Era aí sim uma vergonha. E agora era bom que muitos paladinos da liberdade tivessem alguma vergonha. Vão para a Itália onde há absoluta liberdade. O Berlusconi lhes ensinará como se vive em Liberdade.

  11. Jaime

    O Astro esqueceu-se de frisar Cuba esse paraíso de liberdade de acção e movimentos. Ali em cada esquina há um jornal oposicionista. Era bom era. Mas os Manos Castro não vão em cantigas. Vejam lá se o nosso PC não gostaria de fazer uma daquelas manifestações que por cá fazem basta cair um cabelo ao Sócrates. Triste oposição esta que existe em Portugal!

  12. Gil

    Paulo Rangel andou a pedir votos há tres meses atrás para as Europeias e agora aparece como candidato à liderança do PSD. O homem que dizia que não se candidatava porque ninguém o aceitaria dá o dito por não dito e aparece como se fosse a Duquesa de Alorna, só que mais gorda e mais sebosa. Não há vergonha.
    Gil Arys

  13. Alan

    O Paulo Rangel é mais um dos que não têm vergonha alguma. Este nem deixa passar um ano sobre o que disse. Já aí está alcandorado em cavaleiro andante.
    Vergonhosamente rebaixou Portugal esta semana na CEE. O que valeu é que o Presidente Cavaco veio desdizer o que este maquiavélico politico de segunda andou a dizer.

  14. Algarvio

    Allgarve por boas causas além de ajudar o turismo.
    O Turismo de Portugal e o Turismo do Algarve entregaram hoje, em Faro, a 10 IPSS da região um total de 113 mil euros, um valor que resultou das receitas dos concertos de música que decorreram este Verão no âmbito do programa “Allgarve”.

    “É um prazer imenso encerrar desta forma o programa Allgarve, associando o programa a projectos sociais para que cada vez mais sejamos mais iguais e mais próximos”, disse o secretário de Estado do Turismo, desejando que o Algarve “seja cada vez mais um destino turístico de excelência”.

    O valor angariado foi partilhado em partes iguais – cerca de 11 mil euros – para a Casa dos Rapazes, Acreditar, Novo Futuro, Unir, Refúgio Aboim Ascenção, Associação de Paralisia Cerebral (Faro), Casa de Protecção à Rapariga, Associação para o Planeamento da Família e Apatris 21.

    Boa ideia de distribuir pelas Associações estas quantias angariadas com o programa. O que terão agora a dizer as más línguas ?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s