“Sol” em dia chuvoso!?


O “sebastião”, qual blog amigo dos seus pares, visita-os todos os dias: bloguismos assim obriga…! Ora, na esperança de que nesta dúzia de dias de Fevereiro surgissem dúzias de revelações solares no “Sol”, também a “Tertúlia dos 30” apelou à assinatura da Petição pela Liberdade. Até aqui não surge novidade, por motivos diferentes o “sebastião” fez o mesmo!… Acontece que sendo diversificada na sua constituição, a Tertúlia, comportando diferentes “mestres de ofício” deveria ter sido muito mais rápida a denunciar as pressões sobre a liberdade de opinião, começando por denunciar as que existem cá na Terra louletana. Foi esse lapso que justificou este nosso comentário naquele sítio de amigos:

“Dir-se-ia animada a discussão aqui não fora o facto de ser mantida por comentadores com diferencial socio-político-cultural notório.
Apelo a que se centrem nos valores básicos de qualquer sociedade evoluída: A ética e a filosofia!
Verão, se o fizerem, que tais faculdades deverão ser comuns a governantes e governados; verificarão que uns e outros, a seu modo, contribuem para a saúde sócio-cultural do país e que delas depende o progresso do mesmo. Até porque serão elas que testemunharão o nível cultural e civilizacional da Nação!
Muito mal esteve o José Leal quando aqui trouxe o “botas” e isso pensará o espírito do próprio, além de todos aqueles que habitavam “este jardim à beira-mar plantado”; embora eu esteja certo que a chamada do “monstro” tenha tido outra intenção…
A questão que se coloca aqui é a de saber se os louletanos que defendem a Liberdade de alguns jornalistas tecerem acusações infundadas ou carentes de cabal demonstração (quando atingidos em benefícios pessoais), se incomodam com as ameaças que na sua terra são, à luz do dia e com todas as letras, proferidas aos críticos locais com a evidente intenção de os silenciar!
Com efeito nunca li na Tertúlia qualquer protesto contra a Censura e o Pagamento de Notícias favoráveis em tudo o que é orgão de informação regional!
Pelo facto de a Tertúlia não ser globalmente atingida não devo deixar de vos recordar a vida destruída e a pessoa marcada que foi, e ainda é, um dos vossos membros que, em respeito do próprio, não nomearei… Pensem nisto e digam se, moralmente, se sentem bem com este vosso envolvimento nesta petição?
Com amizade e pedido de desculpa pela “directa”, mas como manda a verdade e em defesa da própria opinião, não poderia deixar de vos deixar este repto, pois na vida somos aquilo que fazemos!”

Já se sentia que Loulé é uma “parcela à parte” no contexto nacional na qual se dá muito mais atenção ao estado da Nação que aos problemas da Cidade!

Esta será, porventura, a razão de não se ter construído uma Região… pensamos nós olhando para este “saco de gatos”.

11 comentários

Filed under Blogosfera, Loulé, Opinião, ssebastiao

11 responses to ““Sol” em dia chuvoso!?

  1. Tillo

    Eu até gosto dos moços da Tertulia. Malta de ideologias diferentes e que conseguem conviver democraticamente. É evidente que quem pensa diferente acha sempre as tomadas de posição um pouco esquisitas. Eu não assinei, só se tivesse já meio passado da cabeça, a tal petição mas aceito que outros a tenham assinado. E até sobre o Salazar eu também aceito que o tragam à baila. É que quem nasceu com as fraldinhas de plástico do melhor e o Nestum com mel à cabeceira mais todas as modernices que há por aí (e ainda bem) não sabe o que foram aqueles tempos de pura miséria e parvoíce total.
    De qualquer maneira é falando que a gente se entende e que aprendemos todos uns com os outros a não ser os que recusam fazê-lo. Mas isso é outra dança.
    Bom Carnaval.

  2. Ferdinand

    Há muitas pessoas em Loulé que nunca se deram conta que o nosso concelho é uma pura asfixia democrática em todos os campos. Tudo está entregue ou nas mãos dos homens da cor do partido que governa esta terra. Ninguém ainda deu por nada nem sequer ninguém se lembrou de uma petiçãozinha mesmo que seja em papel de embrulho.

  3. Titto

    Chamem o Chavez que ele ensina a fechar canais de televisão. Mas também a selar boquinhas. Enquanto em Portugal toda a gente ralha e tem liberdade total para dizer tudo o que lhe apetece quer nos jornais quer nas televisões noutros paraísos ninguém põe o pé na rua para coisas do género. Estive em Cuba e naquele paraíso de liberdade em casa de várias famílias que visitei havia um medo enorme que descobrissem que nós lá estávamos a almoçar. Apenas isso. Gostaria de ver o PCP português a dizer qualquer coisa sobre esse maravilhos espaço de LIBERDADE já que aqui acha que ela não existe. Poderá haver descaramento maior?

  4. Juju

    A manifestação organizada pela direita em defesa da liberdade de expressão foi um fiasco, os portugueses sabem muito bem quem em Portugal defende mesmo a liberdade de expressão. Só lá apareceram 50 gatos-pingados, descontando os figurantes contratados nem a isso chegariam! (O Jumento esteve lá e viu.)

  5. Camarada

    Nunca vi Judite Sousa ser tão agressiva com um entrevista como com o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, fez tudo para obrigar Noronha do Nascimento a violar as mais elementares regras da justiça e tentou por várias vezes fazer do juiz as suas próprias afirmações. Um nojo.

    Para quem viu a entrevista vale a pena ver a entrevista que fez a Ferreira Leite, uma entrevista em que foi possível ouvir à jornalista perguntar à líder do PSD “foi gira, não foi?”. É a isto que os nossos jornalistas de caca chamam liberdade de expressão, pluralismo e independência.

  6. Terra

    A entrevista de Noronha do Nascimento, Presidente do Supremo Tribunal de Justiça conduzida por Judite de Sousa, foi uma belíssima lição sobre Direito, Dignidade e Independência dada por um mestre a uma jornalista que, se não é burra, disfarça muito bem. Refiro-me à burrice em matéria de Direito, porque em matéria de Dignidade e de Independência, é-me lícito presumir, face ao seu comportamento enquanto entrevistadora, que a jornalista não faz a mais pequena ideia do que sejam tais valores. Infelizmente, não é caso único. Terra dos Espantos

  7. Ouvi a um comentador da antena1, talvez Carlos Magno, uma expressão sugestiva que quero partilhar convosco: “O que vivemos estes dias não é um «golpe de estado» mas sim um «estado de Golpe»!”
    Com efeito concordo plenamente com a análise, por entender que tudo não passa de manobras que obdecem a uma estratégia, que utilix«za os média, para desacreditar o Governo e desse modo tornar mais fácil a chegada do PSD ao poder logo que resolva a “sua questão interna”.
    Para ajudar ao cenário negro, a pensar noutro tipo de público, já começaram a profetizar que o Governo se prepara para não pagar os Subsídios de Natal!!!
    Tenho a Liberdade de Exigir que estas falsidades não fiquem sem o devido correctivo. Exijo Verdade e Dignidade!

  8. farto

    Tendo em conta os desvarios megalómanos que os proponentes e divulgadores da manifestação “Todos pela Liberdade” exibiram frenéticos, e face à hilariante fantochada em que tudo acabou, é grande azar não se pagar imposto pelas figuras ridículas na via pública. A dívida de Portugal teria desaparecido por volta da 13.30h, de fronte do Palácio de São Bento.

    Mas saber que este rancho de cínicos, decadentes e avariados não faz a menor ideia da razão pela qual ficaram a falar sozinhos é ainda mais engraçado.
    Aspirina

  9. Querença

    Este PPD/PSD parece mais um bando de bandoleiros do que de pessoas. Eles querem chegar pela força ao poder. As pessoas votaram neste Governo foi para governar. E o que pretendem estes senhores apenas destruir tudo o que com sacrificio tem sido feito por todos. Aguardem pelas eleições para ir a votos. Quem ganhar ganhou mas não aceitar os votos do Povo é passados estes anos de Abril uma Pidice de alto grau. Perderam a cabeça de todo. O ridiculo chegou ao mais alto grau. É por isso que as sondagens do Expresso de hoje dão de novo os socialistas à frente e ainda com mais pontos do que da última vez.

  10. oscar alho

    Para onde vai o preço da assinatura do telefone???

    Vai para pagar os tachos dos administradores da PT, Rui Pedro Soares aufere a módica quantia de um milhão e duzentos mil euros anuais (240.000 contos para os saudosos), ou seja 16 vezes mais que Sócrates, passou de administrativo a Administrador em dois anos: um autêntico SALTO Á VARA!

  11. Óscar; a ser assim, ainda bem que há investigação, se apurem os abusos e punam os faltosos.
    Já chega de atropelos e fraudes!
    É tempo de confiar na Justiça e de a deixar seguir o seu Rumo. A Oportunidade da sua acção tem que deixar de ser tão selectiva e influênciada pelos poderes políticos e profissionais para poder ser Justa e Isenta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s