Uma “brecha” na democracia local…


Grande tem sido o labor opinativo para desacreditar aqueles que abandonaram a última sessão da Assembleia Municipal de Loulé com o objectivo único de salvar o desempenho do respectivo presidente e das suas arbitrárias regras de condução de Assembleias. Entende-se que quem ficou na sessão e não sentiu beliscadura nos próprios direitos se junte aos que lamentam as demoras provocadas pelas longas intervenções da tendência contrária. Entende-se que todos desejássem regressar mais cedo a casa!!

O que não se entende e se reprova é que se tenha criado um clima contrário à livre expressão da opinião. Chega-se a pretender reduzir o tempo de intervenção ao valor da representação eleitoral dos oradores e das bancadas! A ser ponderado pelo tempo utilizado pelo partido liderante, excluído aquele que é usados pelos titulares de cargos… Ou seja: A Oposição teria que estar calada! Sim, calada, se a bancada da maioria não falasse…

Muito grave é a ofensa e desprezo pelas pessoas, que enquanto representantes dos eleitores, entenderam expressar uma nota de repúdio pela forma como foram tratados. Nem pela via do “Ponto de Ordem” conseguiram defender-se!

Lamentavelmente a ofensa substitui a lúcida reflexão pelo que será de temer que, a não se acalmarem os ânimos, mantendo-se a presente intolerância, se venha a assistir a mais “episódios lamentáveis” que nada ajudam à resolução dos problemas do Concelho.

– Que o PSD reconheça que o Poder não lhe confere a Plena Razão!

– Que o PS e BE não se limitem à expressão eleitoral e defendam os Interesses dos Cidadãos e as suas opiniões sobre as matérias em discussão;

– Que os três Partidos com assento na Assembleia Municipal exerçam a função Deliberativa e de Fiscalização que lhe foi atribuída pelos eleitores e saibam dar exemplo de Cultura Democrática, de Elevação Moral e Cívica a bem de Loulé e do País!

16 comentários

Filed under Blogosfera, Cidadania, Loulé, Opinião, ssebastiao

16 responses to “Uma “brecha” na democracia local…

  1. Jornaleiro

    Pela conversa do homem que quer ser 1º Ministro vê-se como vai este comboio social democrata. É de fugir.
    Com aquela desinibição com que diz tudo e o seu contrário, Paulo Rangel descobriu deste vez a pólvora: “É muito mais importante o pré-escolar como princípio da formação. Como princípio das bases, esse é que devia ser obrigatório, mas é mais caro, porque a rede pré-escolar não está ainda ao alcance de todos”. E também se ouviu o candidato que veio de Bruxelas para salvar o país proclamar ontem na televisão que, ao menos, a obrigatoriedade de frequência do ensino pré-escolar se faça a partir dos cinco anos.

    Embora tenha opinião sobre tudo e mais alguma coisa, Rangel não estuda, não se prepara. Ele não sabe nem desconfia que a Assembleia da República aprovou um diploma que estabelece o regime da escolaridade obrigatória para as crianças e jovens que se encontram em idade escolar e consagra a universalidade da educação pré-escolar para as crianças a partir dos cinco anos de idade. E esse diploma foi preparado quando era ele líder da bancada laranja.

    Miguel Abrantes

  2. Goncinha

    Muito bom este post como aliás é sempre a prosa do Professor António Almeida. Parabéns. A Democracia louletana tem falta de textos deste nível. Goncinha

  3. Iury

    Por acaso reparei que num blog de Quarteira os comentários todos pró fanatismo davam as culpas todas para o maior partido da oposição. Todos os outros eram santos e se não eram para lá caminham. Salvo seja. É assim a Democracia neste concelho cada vez mais decrépito no que diz respeito á DEMOCRACIA.

  4. Joka

    Desde que conheci o senhor Patinha Antão nas Assembleias Camarárias que fiquei sempre com a impressão de que tal pessoa tem uma prosápia tal que se julga dono de Loulé e se calhar já de alguns concelhos limítrofes. Este tipo de politicos soberbos não ajudam nada a politica. Por isso as pessoas se vão afastando e acham os politicos todos iguais, quando assistem a sessões como a que é referida agora.

  5. Lord

    Todos os Partidos devem saber comportar-se segundo as leis da Democracia. Sejam eles os do poder ou os da oposição. Mas em Loulé temos que ser solidários com a oposição pois o segundo partido mais votado é tratado abaixo de cão pelo poder laranja que além de ter sido sempre arrogante está agora a atravessar uma fase de quase terror. Talvez porque o partido a nível nacional está uma verdadeira guerrilha de irmãos. Mas os louletanos que querem ver os seus destinos bem encaminhados não têm culpa que o PSD Nacional esteja completamente arrasado pelo descrédito e pela guerrilha interna.

  6. Sobre este incidente aconselho, pela elevada qualidade, o texto do colega João Martins do MacLoulé com o qual concordo plenamente e demonstra bem qual deveria ser a estatura moral dos nossos políticos:
    http://macloule.blogspot.com/2010/03/antao-se-isto-e-uma-democracia.html
    Quanto àquilo que se encontra escrito do “Calçadão de Quarteira”, começando pelo próprio post do autor e terminando nos comentários de “pseudo leitores”, apenas quero lamentar a cegueira tão grande que atinge alguma gente comprometida com o poder reinante que não teme fomentar “as trevas” em nome da compostura. Profundamente lamentável que a blogosfera louletana não promova, toda ela, a democracia e a cidadania!

  7. Madalena Serin

    A Oposição em Loulé ao contrário das outras Câmaras do Algarve teria que estar caladinha e de joelhos perante os senhores que governam o concelho mais rico do Algarve e dos mais mal tratados. Esperemos que isto um dia tenha fim. Nem tudo o que é mau dura sempre. Deus nos oiça.

  8. Tylus

    A conselho do Professor Almeida fui ler o MacLoulé e posso também dizer que concordo com tudo aquilo que lá está escrito.

  9. Fernando

    Também um bom post aquele do Mov. Apartidário de Loulé. É tudo verdade verdadinha doa a quem doer.

  10. Opus

    Felizmente ainda sabemos alguma coisa através de blogs como o do Antonio Almeida e do João Martins. Sem eles seríamos uns ceguetas nesta terra onde governam as barrigas e não os cérebros.

  11. Italo

    O Dr. Patinha Antão é, segundo até alguns aderentes do PSD, uma pessoa arrogante e fingida.
    Não duvido. Nunca duvidarei e só se um milagre acontecer poderá mudá-lo. Quem nasce torto nunca se endireitará.

  12. P.T.U.

    A opinião do Italo é a de montes de gente que todos conhecemos. Só que têm vergonha de assumi-lo. Se ao Sócrates dizem-lhe tudo do pior e do mais vil ao Dr. de quem se fala não será crime dizer o que se pensa no geral dele.

  13. George 77

    Quero aqui deixar as minhas felicitações aos bloges Sebastião e Mc Loulé por serem defensores da verdadeira Democracia em Loulé e que a maioria de nós deseja. Há realmente uns senhores que se julgam uns Jardinescos sem flores. Que os nossos regadores sejam suficientes para lhes regar as tolas para que num futuro próximo aquela gente se ponha no seu devido lugar e com a cabeça bem assente em cima das ombreiras. Saúde para todos e mesmo para eles. Todos ganharemos com isso. George 77 –

  14. Ratuy

    Ai Almeida, Almeida… Você só sabe falar pela boca dos PS’s (que o desprezam, como vc sabe ou desconfia)… Mais valia que se informasse ouvindo pessoas de ambos os lados.
    Patinha é arrogante? é!
    O PS’s agiram bem? não!
    É tudo (e não falei na incorrecção da deputada Jamila)
    Ah… para sua informação: ao contrário do que vc afirma, eu estive lá!

  15. Mas Ratuy, deixando de parte as considerações que faz sobre aquilo que outros pensam de mim, não deixa de ser verdade que esta ASSEMBLEIA foi prejudicada desde o seu início por incidente grave que não podia deixar de ser referido, mau grado o incómodo da maioria que teimou em não o admitir tanto mais que o responsável pela publicação antecipada dos resultados da votação do orçamento é, agora, vereador da autarquia.
    Evitou a óbvia admissão do erro, acumulou desconforto, não admitiu o erro grosseiro e, com isso estragou a sessão. Fácil é apelar para fastio de escutar a crítica e referir os “tiques” dos intervenientes, mas nada salva os representantes da maioria do erro cometido.
    Muito menos hoje que tanto se debate a qualidade da informação… Admitir e criticar a notícia do Região Sul seria o mínimo que se exigiria a um Poder que se quer justo e se afirma competente. É como eu vejo esta lamentável história que a todos deve envergonhar independentemente dos olhos com que a vejamos, o que é um direito de cada um. Contam os factos, apesar dos diferentes posicionamentos!

  16. Sofredor

    O nosso Burgo está bem servido de pessoas simpáticas, para quê chamar arrogante ao Dr Patinha! Que chamariam por exemplo ao Arq. M. V.? Eu nem me atrevo a dizer o que penso……

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s