Eu, FORD, me confesso!


Bem sei o que por aí se diz, ou melhor e no meu caso, bem gostaria que fosse verdade essa da “fabricação ordinária (obrigando a) reparação diária…

Mas, qual nada! Nasci no final dos anos 80 e já não encontro familiares labutando pelas estradas ou caminhos. A vida que tenho levado, sem da 1ª velocidade passar, é coisa que não desejo a máquina nenhuma; dos sustos que passo sem poder reagir… nem vos conto! Apenas, por minha honra e em defesa do meu criador, vos digo que me envergonho de tanto colidir sem o desejar, já não vejo forma de isto acabar, o que vale é que acontece sempre em marcha lenta!

Estou velho, eu sei, nem deveria por cá andar! Acreditem que nem o desejo e que apenas gostava de sentir a euforia da 2ª velocidade antes de partir para a esmagadora. Isso mesmo! Já não acredito que venha a ser trocado, muito menos dado em “fim de vida” ou ficar por aí gravemente acidentado!

Assim, até que a minha idosa condutora se convença que já não pode conduzir, por aí continuarei a empatar quem quer “governar vida”, amolgando outros mais novos e fugindo devagarinho… Sim, devagarzinho, que a Madame nem liga à Polícia! Acreditem que aquilo que mais me custa é não ser dotado de “piloto automático” para poder parquear livremente, de gerir o meu andamento e até de me alimentar a meu gosto!

Sejam compreensivos e, se puderem, ajudem-me, pois agora “com um olho a menos” mais difícil é, para mim, evitar danificar os vossos carrinhos… Desculpem-me, embora a culpa não seja minha!

10 comentários

Filed under Algarve, Cidadania, Estacionamento, Loulé, S. Sebastião

10 responses to “Eu, FORD, me confesso!

  1. Taunus

    Muito interessante este post. Tudo tem um tempo para funcionar. Forçar para lá de… é que não. Taunus

  2. Mercedes

    Ouve lá ó Tunus. Se fosses Mercedes saberias muito bem quão bom é ir pela vida fora sem grandes maleitas. Cá vou eu..zrzrzrzrzrzrzrzr. Chauuuuuu!

  3. Lyno

    Era bom que as pessoas tivessem noção de que a partir de uma certa altura na vida devessem desistir, não de viver, mas de empatar o próximo com sustos.

  4. Paul

    Mas afinal até que idade se pode conduzir? Até aos 90? No futuro não duvido, mas hoje?

  5. Grão

    Mesmo hoje falei com um senhor de 83 anos que apesar de estar a ouvir mal, está convencido que poderia conduzir mais tempo pois ele acha que a saúde não o impede de andar mesmo que seja só a 50. Não sei o que lhe dizer mas apetecia-me aconselhar que não é muito seguro com o trânsito aos milhares que anda por aí. Às vezes até assusta o número de carros que se encontram por essas estradas. Será que certas pessoas idosas não se convencem disso? Grão

  6. Genynha

    Acho que é tempo de mudar o título do SEBAStião. Sinceramente não gosto do actual. Que tal pôr à prova a sua grande imaginação e talvez com umas montagens de fotos da freguesia a coisa resulte melhor ou estou enganada?

  7. Pronto Genynha, não está grande coisa mas correspondemos ao seu pedido!

  8. Genynha

    Isso é que foi uma mudança rápida Professor. Não era necessário ser tão rápido assim. Mas eu cá por mim acho interessante que se mude de visual de vez enquando. Uma boa vestimenta dá sempre mais alegria a quem a usa não é? Cá voltarei. Bons posts.

  9. Merkhabala

    Se já é um verdadeiro perigo a dona do carro andar na rua a pé, imaginem agora neste pobre coitado e agora zarolho…=) Nunca vi ninguém acelerar tanto para andar 5 metros de estrada…=) Subir passeios então é de levar os pistons ao céu, são sempre 5 minutos de pura adrenalina…=)

  10. Esgalha

    Vazem os pneus à velha.
    Sempre é um mal menor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s