Aleixo!


Porque será que nós temos
na frente, aos montes, aos molhos,
tantas coisas que não vemos
nem mesmo perto dos olhos?

Quem me vê dirá: não presta,

Nem mesmo quando lhe fale,

Porque ninguém traz na testa

O selo de quanto vale.

Sei que umas quadras são conselhos
que vos dou de boa fé;
outras são finos espelhos
onde o leitor vê quem é.

9 comentários

Filed under Algarve, Cidadania, Ensino, gente, Loulé, Património, Poesia, ssebastiao

9 responses to “Aleixo!

  1. Palma

    Depois de um grande pintor, um grande poeta. Porque será que são necessários na maior parte das vezes, passarem muitos anos, como no caso do Aleixo, para se chegar à conclusão do público em geral, de que foi um Poeta com LETRA GRANDE? Palma

  2. Porque, Palma, em geral somos mais invejosos que cultos…
    Acompanhamos os feitos dos outros com desprezo desejando que a mestria não se afirme porque isso dói no nosso orgulho.
    Aplaudimos o que está distante e desprezamos o que está perto… Somos burros e maus!

  3. António

    Sr. Almeida, tirou-me as palavras da boca!!!

    Há muita gente má, burra e hipócrita…

  4. Meu caro António, que felicidade ter-te de novo a participar!
    Sabes que as palavras que escrevo, não as digo, saiem directamente do meu pensar, nem as roubo: são autênticas mesmo!
    Bom é, depois, descobrir a concordância de tantos amigos, com elas… Mas, melhor ainda, seria observar, no dia-a-dia, práticas tolerantes e espíritos abertos em acção. Bem melhor e mais rica seria a nossa vida, se assim se procedesse!

  5. Guilherme Vills

    Este artigo do Jumento vem mesmo a calhar:
    De um dia para o outro Paulo Portas deixou de se preocupar com o rendimento mínimo para eleger como principal preocupação as obras públicas, até porque estas obras segundo diz conduz a um segundo problema que é uma bandeira habitual do CDS, a emigração.

    “Sabendo-se que o Palácio de Belém tem a porta aberta e o corredor dos jornalistas sempre à disposição de quem quiser atacar o Governo o líder do CDS decidiu “travar” as obras públicas no parlamento, dando-lhe um argumento para pedir uma audiência a Cavaco Silva. Como era de esperar Cavaco deu-lhe a audiência e a oportunidade de falar aos jornalistas a partir do Palácio de Belém, o palco para todos os que estejam disponíveis para ajudar Cavaco Silva em mais um conflito institucional artificial.

    Na prática Paulo Portas acabou por fazer um frete a Cavaco Silva e este emprestou a visibilidade da Presidência para que o líder do PSD atacasse o primeiro-ministro. Muito mal vai este país quando o Presidente da República confunde a Presidência com o cargo de primeiro-ministro sombra.”

    E assim vamos fazendo de conta que não entendemos nada do que se passa à nossa volta. Guilherme

  6. Maria do Mar

    Num país de Comissões
    De perdas de tempo e dinheiro
    Esta triste oposição
    Tem falta de um pé no traseiro

    Se o Aleixo fosse vivo
    Muita coisa ele diria
    De muitos politicos que nem servem
    Para vender água fria.

    Aleixo ainda é o Rei
    Neste mundo da poesia
    Não mais apareceu ninguém
    Que escreva como ele o fazia.

  7. Ruth

    “Não é isto que o País quer. Não é isto que o País precisa”, dizia a comentadora convidada da SIC N. “Isto”, bem entendido, é Manuel Alegre. “Suprapartidário não é. Neste momento é uma presa do Bloco de Esquerda”, prosseguiu. “Enquanto Portugal caminha para o abismo, ele fala de Antero de Quental”, insistiu. “O País não quer excessos, retóricas, pessoas pouco esclarecidas”, advertiu. Alegre “é a pessoa mais errada que podia aparecer agora para este específico momento”, concluiu.

    Depois mudou de tom. O facto do dia era a candidatura de Alegre, mas ela preferiu falar de Cavaco. Sempre de Cavaco. Para dizer o seguinte: “Ele tem um bom entendimento do cargo. Ele é uma pessoa muito rigorosa, teve uma enorme experiência governativa. Percebe muito de finanças públicas.”

    Tendo o actual inquilino de Belém todos os atributos enunciados por Maria João Avillez, nestas suas comparações a preto e branco entre Alegre e Cavaco, percebe-se mal como é que Portugal “caminha para o abismo”: um Presidente com tão manifestas qualidades não é capaz de travar esta marcha fúnebre? Isto ia eu pensando com os meus botões, mas minudências deste género não faziam travar a comentadora da SIC N nas suas reiteradas proclamações pró-Cavaco: “Percebe muito de finanças publicas. É isto que o vai fazer ganhar.”

    Fantástico. Cavaco ainda nem sequer é candidato e já tem a vitória assegurada. Venceu ontem cerca das 22.25, nos ecrãs da SIC N. Em directo, ao vivo e a cores. A preto e branco, só mesmo os comentários.

  8. Jota

    Não lhe atires com baionetas
    Se queres deitá-lo abaixo:
    Atira-lhe antes um «tacho».
    …O resto são tudo tretas.

    Na sociedade dos ricos,
    Forçado pela vaidade,
    Há quem faz do cu três bicos
    P´ra entrar na sociedade.

    A. Aleixo

  9. Filo

    Cavaco que se intitula um salvador em Finanças e afinal não resolve nem uma pontinha do nosso problema? Mas que raio de Mágico é este que não tira nem uma galinha da cartola? Recebeu milhões quando era 1º Ministro e afinal pouco se fez para além das estradas. Ai Aleixo Aleixo vem cá abaixo ver o desleixo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s