Despedida do João (da farmácia)…


Foi grande o Cortejo Fúnebre que ontem pelas 10.45h acompanhou o João à sua última morada. Foi, talvez, dos maiores que se têm visto nesta terra!

Cortejo grande = pessoa importante!

Pois, neste caso, a importância do João foi a atenção e a dedicada disponibilidade que sempre teve na sua profissão de ajudante de farmácia, e claro, das amizades que soube coleccionar durante a vida… Foi tudo isso que os louletanos lhe quiseram retribuir acompanhando-o nesta sua nova viagem. Que não se sinta só e descanse em Paz!

7 comentários

Filed under Cidadania, Loulé, S. Sebastião

7 responses to “Despedida do João (da farmácia)…

  1. Anónimo

    João da Fármácia
    Sim, era assim que todos os amigos e conhecidos que contigo partilhavam o gosto pelos cavalos te tratávamos.
    Sempre que contámos com a tua presença nos passeios e nos convivios nunca estivémos tristes ou calados.
    Tinhas sempre algo para contar acerca das partidas da vida.
    Foi precisamente a vida que te pregou uma partida à qual não conseguiste dar resposta como fazias à malta.
    O que nós gozávamos contigo pelo medo que tinhas de montar o teu nobre cavalo que te acompanhou à última morada.
    Só a Sandra te conseguia fazer ultrapassar esse medo.
    No último adeus estiveste rodeado de muita gente, tu fizeste por merecer que estivéssemos contigo.
    Só quem vive a vida como tu a viveste poderá ter semelhante homenagem na hora da partida.
    Naquele momento todos partilhámos o sentimento de querer ter-te de volta e não ser possível, já era tarde, a vontade de Deus foi superior.
    Neste momento de dor nada mais poderemos fazer a não ser recordar-te e admirar-te como grande homem que foste.
    Que a tua alma descanse em paz.
    José Lúcio Branco

  2. Kapa

    Na verdade o João não sendo uma «Doutoraço» foi um farmaceutico em quem os louletanos confiaram ao longo de dezenas de anos. Foi mais que um funcionário de uma farmácia, um amigo. Kapa

  3. Maria José

    No blog Louletania achei interessante a fotografia ali publicada que mostra entre muito alunos daquela época o João já com o seu ar de moço reguila e bondoso. Os blogues louletanos nestas alturas parecem unir-se para homenagear as pessoas que prestaram bons serviços à terra e não por serem grandes senhores que muitas vezes nada de grande deixam atrás de si neste mundo. Uma oração por ele devemos fazer.
    Maria José

  4. Rio

    Concordo com a Maria José. Às vezes as pessoas mais simples deixam mais saudade do que muita gente com importância social. Rio

  5. Ana

    Loulé prestou a devida homenagem ao João.
    E agora, acho que a mulher mais odiada há uns tempos atrás escreveu um grande livro.
    “Foi com grande alegria que fui ministra da Educação” (Maria de Lurdes Rodrigues, na apresentação do seu livro A Escola Pública pode fazer a diferença)
    Uma mulher que passou pelo que passou, enquanto ministra da Educação, e que manifesta um tal estado de alma, só pode ser uma grande mulher. Fiquei a saber. Que foi uma grande ministra já o sabia.
    O livro, “o mais sólido lido até hoje”, nas palavras do professor universitário e investigador Sobrinho Simões, é, obviamente, para ler.

  6. Deixa-nos com esta simplicidade e saudade. Descanse em paz.

  7. Manuela

    JOAO passados quase 3 anos a saudade continua…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s