Carnaval… talvez!


Maqueta "TGV" Autoria de Luís Furtado

Por ser o Carnaval de Loulé um assunto obrigatório do “sebastião” e por se sentir, por laços de amizade, este blog ligado a muitos dos que o têm produzido ao longo de décadas… Ainda, sobretudo, porque deseja a sua continuidade no espírito de festa suave que o tem tradicionalmente caracterizado, não pode neste ano “da crise” deixar passar, sem notas e reparos, o magno evento anual louletano.

Maqueta "Negócio dos Submarinos". Autoria de Luís Furtado.

Escolhemos como prelúdio o tema: Da criação à Realização para lembrarmos como é importante a mão do artista e demonstrarmos quão distante fica a realização da ideia que lhe deu origem.

Entretanto, podem ou não ser vistos estes “carros”, pois a crise produziu “cortes” e “apertos de cinto” do lado da “força de trabalho”, como vai sendo já tradicional, que afectou os contratos anteriormente celebrados… Pode ser que este post sirva para mostrar o que “podia ser visto” ou antecipar o que se verá.

Maqueta "espremer a "t" da vaca". Autoria de Luís Furtado.

Neste Carnaval que “espremeu a mão-de-obra”, vamos ver se o S. Pedro não espremerá, também, os custos do “pitróle”, mandando umas chuvadas valentes e uns frios de “bater dente”… já que p’ra “buida” ele falta mesmo.

Maqueta "Justiça selectiva". Autoria de Luís Furtado.

E pronto, o que fôr se verá! Até pode acontecer que de Loulé, para o País, se dê uma forte ajuda à “Retoma da Economia”… do lado da POUPANÇA, ou o seu contrário, a ver vamos como a caracoleta! Viva o Carnaval de Loulé!

Vivam os Figurões e Figurinos cá da Terra (que não dão boneco), mas fazem rir e chorar!

Vivam o Titorreia e o Furtado!

4 comentários

Filed under Algarve, Blogosfera, Loulé, ssebastiao

4 responses to “Carnaval… talvez!

  1. Parabéns ao Luís Furtado. Ao carnaval…nem tanto!!!

  2. Luis Furtado

    Almeida; vou ver se consigo pôr no facebook os carros, (completos) que desenhei para o Cannaval 2011. Obrigado pela atenção, o que vai faltando noutras esferas, dando origem a que os louros sejam colhidos por outros.
    Cumprimentos. L.F.

  3. Palma

    O Furtado continua a ser um profissional dos bons nesta e noutras áreas. Parabéns. Palma

  4. cidadão atento

    O carnaval de loulé tem que ser alterado tem que haver inovação como?
    Por exemplo: os carros alegóricos seriam idealizados e construidos pelas juntas de freguesia em que desfilavam na AVENIDA de uma uma forma organizada e seriam classificados por um júri; para motivar e empenhar os foliões para os anos seguintes as juntas teriam apoio monetário, que seria atribuido reduzindo o orçamento que hoje gasta; para metade e dividia por onze atribuindo essa verba ás juntas as receitas da bilheteira que em anos de inverno rigoroso (acontece com frequência porque o carnaval realiza-se no inverno) é muito baixa em alguns anos é inferior ás despesas com pessoal com bilhetes de residentes. com convites, com segurança em excesso e para tratar todos de igual maneira terminavam passando as entradas a serem livres sem condicionalismos em anos de mau tempo a despesa era nula contrapondo com um eventual ganho num ano porventura de bom tempo.
    O carnaval aproximava-se da população, o investimento baixava, os dinheiros públicos eram salvaguardados para outras necessidades com o investimento no saneamento básico, na educação, na SOLIDARIEDADE.
    Resumindo eram aplicados em acções para o qual Eu,Tu e Todos Nós pagamos os nossos impostos e mais o Carnaval não terminava simplesmente seria diferente para melhor na minha opinião.
    Se tiver errado peço desde já desculpa pela ideia…….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s